Loading...

sábado, 3 de abril de 2010

Memórias Póstumas

Ah!Quem dera  fossem minhas todas as palavras que se seguem.
Quem me dera ser dona de tão encantador dom.O dom de alegrar quem as lê.O dom de tocar a consciência adormecida de quem passa os olhos por estas tão simples palavras.
Mas esse dom pertence à uma pessoa maravilhosa...Um ser encantador,de um amor tão intenso que não podia passar despercebido aonde quer que fosse.
Em sua saidas diárias,levava alegria à quem quer que o encontrasse.
Aos 80 anos,dispunha de uma energia que dava inveja a muita gente."Velho forte esse!" diziam por onde ele passava.
Sem contar as inúmeras namoradas que tinha.A cada encontro com as jovens vendedoras do comércio local, distribuia histórias, sorrisos, jovialidade e alguns bombons, para adoçar ainda mais suas vidas.
Este era o meu avô!!!Este era JOÃO DOS SANTOS...
Seu joão ,como gostava de ser chamado.
Poeta desconhecido,mas tão iluminado,que mesmo após sua partida,deixa sua alegria contagiante.Deixando suas poesias.
Dono de palavras que tocam a gente,quer fale de amor,de política ou de humor e que estavam guardadas dentro de uma gaveta.
DESPERDÍCIO!!!!
Cabe à mim  levar estas palavras para pessoas do mundo afora,como era sua vontade.
Transmití-las tais quais foram escritas.Ai de quem corrigisse uma única palavra.
Ele era assim : um velho turrão!!!!
Teimosia nele era uma virtude.
Espero eu, ter herdado alguma coisa da sua inteligência, porque a teimosia eu aprendi com o tempo.
Bem,aí vamos nós.
Espero que goste do que vai encontrar pelo caminho.
E que ele, na companhia dos anjos, se alegre por estar sendo lembrado e reconhecido através da coisa que mais gostava de fazer: seus versos!!!!